sexta-feira, 1 de julho de 2011

Sorrisos



Sorrisos sinceros
Momentos incertos
Processo cruzado
Não sei ao certo

Momentos dos quais 
Quero sorrir para não chorar
Sorrir para não lembrar
Sorrir para não magoar

Sorrisos fantásticos
Dos quais quero recordar
Sorrisos aqueles 
Que nunca deixam um 
Momento se apagar

Afinal, quanto vale um sorriso?

4 comentários:

Anônimo disse...

Que filosofa essa minha amiga! adoreei !!

Anônimo disse...

dienniffer

' Carlandresa disse...

Gostei (:
aparece no meu de vez enquando :
http://ipensei.blogspot.com/

Filipe Dias disse...

Um sorriso que não inspira nao pode virar poesia.
Ainda bem que este inspirou, por essa é boa :P

Postar um comentário